quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Ciclo fiel.


Exausto ele estava de levantar as suas mãos para os céus e pedir perdão pelo que o seu corpo não sentia, somente desejava. As crianças que corriam pelo saguão, principalmente os meninos, os provocavam em sua inocência. Todo o antepassado de sua história o acalmava e trazia coragem como se possuí-los fosse uma maneira certa de honrar os tecidos negros de suas batinas. Sua vontade estava tão clara quanto à hóstia que empurrava goela abaixo na garganta dos fieis com a promessa de um mundo sem vaidade e ambição, logo em seguida ansiava pelo dizimo. Naquele universo paralelo distante dos pecados mundanos ele era o dono da razão, o argumento que não podia ser retrucado, para os mais fracos a voz de Deus usando a sua boca para trazer harmonia para os necessitados. Então veio a sedução, o primeiro passo, tão fácil como trair cristo por 30 moedas, a noite tinha que cair, o silêncio tinha que estar presente para que a primeira alma pura recebesse sua benção, assim ele havia tratado. Não demorou. Todos os dias as horas são iguais. A porta do começo dos seus segredos se abriu, algumas palavras foram ditas, algo foi posto para beber e os sussurros começaram. Ali se estreou uma infindável rotina de prazer, o lacrimejar e o sangue escorrendo pelas pernas miúdas acrescentavam ainda mais encanto a sua loucura sã. A igreja sabia o que os devotos nunca desconfiaram e assim, os anos se passaram até a sua velhice chegar, não veio o arrependimento. Era mais fácil o seu Deus perdoar um pecador que orava do que um santo pobre ateu.
E eu me tornei reflexo do que a infância me ensinou, e não seja tolo ao pensar que é algum tipo de vingança, os caminhos que me instruiu, pedra por pedra é uma obra divina. Aguardo o badalar do sino, esqueço o passado, faço o sinal da cruz e levo paz aos que imploram piedade. 

Um comentário:

  1. ''God is a concept,
    By which we measure
    Our pain.''
    Já dizia Lennon

    Parabens pelo otimo texto uma bela reflexão e muito bem escrita sobre o medo que o homem possui diante da vida!

    ResponderExcluir